quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Uniflu Fafic lança curso de pós graduação em Cinema Documentário


O Uniflu-Fafic (Centro Universitário Fluminense – Faculdade de Filosofia de Campos) está com inscrições abertas para o Curso de Pós Graduação Lato-Sensu em Cinema Documentário. Os interessados podem procurar a coordenação de pós-graduação ou a secretaria da instituição.
Com duração de 360 horas e aulas nas noites de sexta-feira e aos sábados, o curso de especialização tem como objetivo produzir, por meio da prática e da pesquisa aplicadas, projetos dentro da perspectiva do Cinema Documentário, prover o mercado de profissionais qualificados para pensar e ocupar postos de trabalho na área de realização cinematográfica de documentários, e preencher a lacuna existente neste campo de formação na região.
O curso se destina a graduados em todas as áreas do conhecimento que pretendam atuar profissionalmente como realizadores e pesquisadores de Documentários.
Fazem parte da grade curricular do curso as disciplinas de “Filmografia Básica”, “Interpretações do Brasil e Realidade Brasileira Contemporânea”, “História, Teoria e Linguagem do Documentário”, “Tendências Contemporâneas em Documentário”, “Luz, Câmera, Som e Montagem: princípios e técnicas”, “Investigação e Ética: relações entre jornalismo, antropologia, fontes e documentários”, “Preparação de Projeto de Captação”, “Dispositivos Móveis e Novas Tecnologias” e “Metodologia da Pesquisa Científica”.
Coordenado pelos professores Vitor Menezes e Alexandro Florentino, o curso terá como titulares das disciplinas específicas professores convidados, reconhecidamente especializados nas suas respectivas áreas e com vivência prática na realização de documentários.
O Uniflu-Fafic fica na rua Visconde de Alvarenga, sem número, Parque Universitário, em Campos dos Goytacazes (RJ). Mais informações pelos telefones (22) 2732-4630 / 2732-2090 e em http://www.ffc.br/.

Café com Broa e Noel Rosa...


Esta noite (29) o grande homenageado do projeto CAFÉ COM BROA E POESIA da Casa de Cultura Poeta Antônio Silva, em Conselheiro Josino será o compositor NOEL ROSA. A homenagem faz parte das comemorações pelo seu centenário de natalício. O poeta da Vila Izabel (Rio de Janeiro-Brasil) autor de mais de 300 títulos musicais faleceu precocemente aos 26 anos, mas deixou uma legião de fães e amigos. Com a participação do Grupo Quarteto em Cordas Musicato e do músico Luciano Cavaquinho e, os poemas interpretados pelos alunos  do Curso Livre de Teatro da fundação, a noite em Conselheiro Josino promete.
Está é a segunda edição do projeto na casa de cultura de Conselheiro Josino. Projeto organizado e coordenado pelo Departamento de Casas de Cultura da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.
O evento está marcado para às 19 horas, com entrada franca. Simplesmente imperdível!!! 

“AS VISÕES DE ENO NO MUNDO PLÁSTICO”

Nesta Quarta 16h Teatro SESI – Seu filho não pode perder essa história.
Peça de humor que tem como finalidade entreter e ensinar. Narra a história do cotidiano de um professor de artes que herda uma empresa de produtos plásticos e precisa a partir daí ter maior conhecimento sobre esses materiais. A peça aborda temas como o bom aproveitamento dos materiais plásticos, a reciclagem, sua importância histórica no desenvolvimento da sociedade e de industrialização dos países, sua origem desde polímeros, diferenças entre produtos fabricados a partir desses materiais, a importância do conhecimento de materiais que consumimos diariamente, de forma dinâmica, a peça passa por todos esses conceitos divertindo e ensinando ao mesmo tempo. Dialogando com o lúdico, questionando e apontando soluções para determinadas atitudes que possamos não ter por falta dessas importantes informações.

Teatro SESI

Dia: 29/09 (Quinta- feira)
Horas: 16h
Duração do espetáculo: 50min.
Classificação: Livre
Entrada: Franca

sábado, 25 de setembro de 2010

Grupo de Estudos em Animação Cultural do Arte na Escola

Sem dar refresco. O Grupo de Estudos em Animação Cultural Escolar, do Polo Regional Arte na Escola da UENF sempre em atividade, se reuniu nesta sexta feira (24) para mais uma reunião de estudo. Estiveram presentes o Carlim, Lúcia Lotério e Wilson Heidenfelder. Neusimar da Hora, vice-coordenadora do grupo justificou sua ausência (sempre uma grande falta para todos). Durante a reunião, foram tratados assuntos referente ao lançamento da Cartilha da Animação Cultural, que acontecerá durante a Bienal do Livro de Campos, em novembro, faltando para a conclusão dos trabalhos o número do ISBN da Biblioteca Nacional para finalizar o processo de fichamento catalográfico. Wilson, fez o comunicado que seu artigo científico "Animação Cultural: olhar extra muros - Nova perspectiva para o mercado de trabalho no Brasil" fora aceito como COMUNICAÇÃO durante o I Congresso Nacional de Animadores/as em Portugal. É o grupo além mar!!!
Dando sequência, iniciaram os estudos da apostila portuguesa "Perfil do Animador/Ivestigador" da Drª. Paula Susana da Silva Correia, animadora-sociocultural especialista em Terceira Idade, pela Santa Casa da Misericórdia do Fundão. As reuniões acontecem na sede do Polo Arte na Escola, Casa de Cultura Villa Maria, em Campos dos Goytacazes, todas as sextas-feiras às 10 horas da manhã. Aberto para todos os animadores/as cujas almas estejam animadas!!! Participe! 

Conselheiro Josino tem Cinema na Estação

Numa parceria com o projeto Cine Luz da Empresa Municipal Campos Luz, a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima exibiu nesta última quinta feira (23) sua primeira edição "Cinema na Estação", projeto que tem por objetivo levar cultura utilizando-se da sétima arte. O diretor do Departamento de Casas de Cultura da fundação, Wilson Heidenfelder representou o presidente Avelino Ferreira no lançamento do projeto. É a cultura levada a sério e ao povo!




Bob Wolfenson, o homem que despe deusas...


Um dos maiores fotógrafos do Brasil, especialista em nus femininos,
Bob Wolfenson é o convidado do FrenteVerso deste domingo (26/09)

Bob Wolfenson é um dos fotógrafos mais famosos do Brasil. Já tirou a roupa de Sônia Braga, Vera Fischer, Maitê Proença e Cleo Pires, pra citar apenas algumas das mulheres que passaram diante de sua câmera do jeito como vieram ao mundo. Bob sabe como poucos perceber, desvendar e traduzir em imagens o corpo de uma mulher. Seus nus para a revista Playboy estão entre os mais belos, sofisticados e comentados.
Filho de comunistas radicais, Bob fez o curso de Ciências Sociais na Universidade de São Paulo, mas não seguiu carreira. Começou a fotografar ainda garoto como estagiário da Editora Abril. Logo abandonou tudo e foi buscar em Nova York a formação de que precisava trabalhando como assistente de pesos pesados da fotografia.
No seu escritório em São Paulo, retratos ampliados da modelo Gisele Bündchen e do cantor Caetano Veloso dividem espaço com a imagem de um carrinho de supermercado cheio de metralhadoras. Intrigante num primeiro momento, a contradição define a carreira de Bob, mais conhecido pelos trabalhos com moda e publicidade, além dos nus femininos, claro.
Na entrevista que concede ao jornalista Marco Lacerda no FrenteVerso deste domingo (26/09), Bob fala sobre sua infância muito comunista e pouco judaica, sobre a morte precoce do pai, sobre a única mulher da sua vida e sobre a pseudorrivalidade com o fotógrafo J. R. Duran.
O FrenteVerso vai ao ar na Inconfidência FM (100,9) às 21h e pode ser acessado de qualquer parte do Brasil e do mundo através do novíssimo portal da Brasileiríssima: http://www.inconfidencia.com.br/

Núcleo de Produção de Audiovisual na Associação de Imprensa Campista



Neste sábado (25), 15h, acontece o primeiro encontro do Núcleo de Produção de Audiovisual da AIC (Associação de Imprensa Campista), que vai se repetir sempre todo último sábado do mês, de março a novembro, nesse horário, na sede da entidade (Rua Formosa, 460, Centro). O encontro é aberto a todos os interessados em produzir documentários e outras formas de audiovisual na região.
A ideia é que a AIC contribua de duas formas: sendo o local e o agente agregador dos interessados nesta produção e, eventualmente, mediante aprovação da diretoria, como pessoa jurídica para apresentar projetos para disputar editais de cultura e de obtenção de aprovação pela Lei Rouanet. Como o Cine Jornalismo já costuma reunir pessoas interessadas em cinema, juntamos uma coisa com a outra – explica o vice-presidente da AIC, Vitor Menezes.

"Nos Bastidores da Notícia" neste sábado
Após a reunião do núcleo, acontece a exibição da comédia romântica, “Nos Bastidores da Notícia”, em cartaz no Cine Jornalismo AIC deste sábado (25), às 16h. O filme, de 1987, será comentado pela jornalista Patrícia Daldegan. O evento é promovido mensalmente pela Associação de Imprensa Campista, em sua sede, com entrada franca.

O Povo Brasileiro - 4 - Matriz Lusa A

Darcy Ribeiro e seus Fazimentos...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

O mais novo membro da APDASC


Wilson Heidenfelder (este blogueiro), animador cultural em Campos dos Goytacazes, coordenador do Grupo de Estudos em Animação Cultural Escolar do Pólo Regional Arte na Escola da UENF e presidente-fundador do Centro de Estudos em Animação Cultural Darcy Ribeiro - CEACDARCY tomou posse neste último dia 23 de setembro como membro efetivo da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Animação Sócio Cultural (APDASC). Momento importante, quando sua participação marca mais um ponto para os trabalhos de pesquisa, foco do grupo de estudos na área.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Casa de Cultura de Conselheiro Josino oferece cursos gratuitos



Começaram a ser realizados nessa semana os cursos gratuitos oferecidos pela Casa de Cultura Poeta Antônio Silva, em Conselheiro Josino, e que fazem parte do Projeto “Descobrindo Talentos”, do Departamento de Casas de Cultura da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima em uma parceria com o Centro de Estudos em Animação Cultural Darcy Ribeiro (CEAC Darcy).
Os cursos são destinados para a comunidade de Conselheiro Josino e são ministrados por animadores culturais. Estão sendo oferecidos quatro cursos: Teatro e Cultura Popular, às quartas-feiras e sextas –feiras, das 9h30 às 16h30, com a professora Ana Luiza. Percussão, às sextas-feiras, das 9 às 10h30 e sábados, das 10 às 12h30, com Jaime Arcanjo. Dança de Salão, às quartas-feiras e sextas-feiras, das 17h às 19h30, e aos sábados, das 14h às 16h, com a Professora Ludmila; e Violão e Cavaquinho, às terças-feiras e quintas-feiras, das 9h30 às 16h30, com Luciano Só Bamba.
Segundo o diretor das Casas de Cultura do município, Wilson Heidenfelder, este é um trabalho que atinge desde a criança até a terceira idade, envolvendo a escola, a igreja e os clubes de serviço, promovendo a integração sócio-cultural da comunidade.
Esse é o papel fundamental da Fundação “Oswaldo Lima”, que é fazer uma política pública séria para a cultura, descentralizando as ações culturais do município, levando trabalho, integração, socialização e melhoria da qualidade de vida para as comunidades mais distantes, fazendo com que mais pessoas tenham acesso aos bens culturais, explicou Wilson.

Postado no site da prefeitura de Campos dos Goytacazes por: Álvaro Sardinha - 18/09/2010 11:23:00

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Jovem Guarda no SESI Campos


O evento TEMPORADA DAS ARTES promove os programas culturais voltados à qualidade de vida dos empregados do Sistema FIRJAN com o objetivo de realizar apresentações nos Teatros SESI, levando cultura e diversão à sociedade do nosso Estado. Uma das atrações do TEMPORADA DAS ARTES é a Banda de Talentos Internos que este ano completa seu 11º ano de existência e é totalmente formada por empregados do Sistema FIRJAN, ocupantes de cargos que atuam em diferentes áreas da Organização. A Banda traz em sua bagagem musical, estilos diferenciados de repertórios, se apresentando internamente com variedades como pop rock, bossa nova, músicas da época dos festivais da canção entre outros. Este ano, a Banda já se apresentou nos teatros SESI Centro e Caxias, e agora em apresentação única é a vez de Campos, no dia 23 de setembro no Teatro SESI, relembrando grandes e belíssimos sucessos da JOVEM GUARDA, levando alegria e lazer a todos. Imperdível!!!!!

Dia: 23 de setembro

TEATRO SESI CAMPOS
Show: 19 horas
Entrada Franca

sábado, 18 de setembro de 2010

Marcos Lacerda entrevista Haroldo Costa. Imperdível!!!


Na cadência bonita do samba




O carnavalesco e escritor Haroldo Costa é o convidado do jornalista Marco Lacerda no FrenteVerso deste domingo

A síndrome da "entrada de serviço"; o racismo que ainda persiste no Brasil, inclusive de negros contra brancos e de negros entre si e a ascensão dos carnavais de São Paulo, Salvador e Recife. Estes são alguns dos temas que um rei do Carnaval brasileiro, Haroldo Costa, aborda na entrevista que concede ao jornalista e escritor Marco Lacerda no FrenteVerso que vai ao ar neste domingo (19/09), às 21h na Inconfidência FM.
Sempre ligado às mais legítimas manifestações culturais brasileiras, Haroldo Costa tem atuado em diversas áreas. Produtor e diretor de rádio e TV, ator, criador de espetáculos, jornalista e autor de livros. A iniciação teatral de Haroldo deu-se nos anos 50, no Teatro Experimental do Negro, quando atuou na peça de Lúcio Cardoso “O Filho Pródigo”, que o levou a uma turnê de cinco anos pelos quatro cantos do planeta com a Companhia de Danças Brasiliana, fundada e dirigida por ele. De volta ao Brasil foi convidado por Vinicius de Moraes, de quem tornou-se amigo em Paris, para protagonizar a peça “Orfeu da Conceição”.
Como escritor, Haroldo é autor de sete livros, entre eles “Fala Crioulo”: melhor do que um ensaio ou uma tese sociológica, o livro apresenta depoimentos de negros das mais diferentes condições sociais - empregada doméstica, cantora lírica, engraxate, ex-miss Brasil, entre outros.
É de autoria dele, também, “Ernesto Nazareth – Pioneiro do Brasil”, biografia de um dos nossos principais compositores, resultado de uma pesquisa feita durante anos que traz, além da vida do Nazareth, a atmosfera do Rio de Janeiro do século 19. Leitura obrigatória para quem quer conhecer as raízes da nossa música.
Mas sua grande paixão sempre foi o Carnaval e foi esta paixão que o levou a escrever outro documento indispensável: “Salgueiro – 50 anos de glória”, onde ele narra com abundância de fatos e fotos a trajetória da escola de samba do seu coração. Não é preciso ser salgueirense para apreciar o livro, basta gostar de música popular e carnaval.
Desde 2007 Haroldo é contratado da Rede Globo para narrar e comentar as emoções dos desfiles das escolas cariocas na avenida Marquês de Sapucaí, no Rio, que tornaram o carnaval brasileiro conhecido como o maior espetáculo da terra.
O FrenteVerso vai ao ar neste domingo (19/09) às 21h, pela Inconfidência FM (100,9). O programa pode ser acessado de qualquer parte do Brasil e do mundo através do novíssimo portal da Brasileiríssima: http://www.inconfidencia.com.br/

Música de todos os tempos no SESI Campos. Confira!!!

José Staneck (gaita) e  Sheila Zagury (piano)


A fusão de seus estilos através de um repertório incluindo compositores brasileiros e internacionais resulta numa verdadeira conversa musical valorizada pela riqueza tímbrica da harmônica e a solidez do piano: um encontro inédito e de sonoridades inesperadas.


Dia: 18/09/2010 (Sábado)
Horário: 20 horas
Local: Teatro SESI/Campos
Capacidade Limitada: 200 espectadores
Ingressos: R$ 2,00(inteira)
R$1,00(Meia: estudantes – idosos e sócios)

Fique ligado...

Infantil no Teatro Municipal Trianon....

Imperdível...


terça-feira, 14 de setembro de 2010

CIEP: A Escola que o Brasil precisa


Os CIEPs foram criados na década de 1983, durante o primeiro governo de Leonel Brizona no Estado do Rio de Janeiro. Darcy Ribeiro foi seu principal articulador.

Assista ao vídeo e, responda se for capaz:

Por que este projeto de Educação Pública fracassou em seu nascedouro?

Brasil da diversidade cultural...

video

Hino Nacional Brasileiro de Norte a Sul...

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Animação Cultural: Do outro lado do muro...




Reflexões...

Durante as últimas três décadas, a escola tem sido o espaço de atuação do animador cultural brasileiro, mais precisamente no Estado do Rio de Janeiro onde sua proposta de trabalho esteve presente no Programa Especial de Educação, idealizado pelo professor Darcy Ribeiro e sua equipe quando da criação dos Centros Integrados de Educação Pública – CIEPs.
Mas, há notícias de que a nomenclatura de animador cultural já havia sido utilizada anteriormente por outros grupos de trabalhadores da cultura, a exemplo do maestro Villa Lobos, do arquiteto Oscar Niemayer e do sambista e compositor Neguinho da Beija Flor.
Decerto estes quase trinta anos de atividades da animação cultural na escola não foram suficientes para vencer as barreiras metodológicas criadas pelos modelos educacionais operacionalizados no Brasil, denunciados aos quatro cantos do país pelo professor Darcy ao considerar: "um dos grandes fracassos do Brasil, como povo e como civilização, ser nossa incapacidade de criarmos uma Escola Pública honesta e eficiente." Esta denúncia baseia-se na observação clara de as propostas pedagógicas da Escola Pública brasileira estarem a serviço de um grupo privilegiado da sociedade, não sendo capazes de reconhecer como alunado verdadeiro a maioria das crianças do Brasil, uma escola injusta, sentencia Darcy Ribeiro.
A escola continua aquartelada, quase que intransponível para aqueles que desejam e sonham com uma outra nova escola, verdadeiramente comprometida com o povo e com o seu futuro. O discurso tem caminhado distante da prática pedagógica, quando ao considerar a escola como sendo "minha", alunos e professores como "meus", enfim ao tomarem "posse" desta escola, não permitem que outros ajudem a construí-la de maneira a servir com igualdade, liberdade e fraternidade.
Não há que se abandonar a escola, mas talvez seja necessário mudar a estratégia para que algo de novo realmente aconteça. Olhar por cima do muro, pois se a revolução não foi capaz de acontecer no interior da escola, talvez seja a hora de deflagrá-la de fora para dentro. Na prática, seria a manutenção de grupos de animadores culturais resistentes no interior da escola, ao mesmo tempo em que se ampliaria a atuação destes em outros espaços, também propícios ao labor da animação cultural. Novas frentes, sob novas possibilidades de construção sociocultural.
E o campo é vasto, repleto de possibilidades cuja carência é tanto quanto a que existe no interior da escola. Assim, a prática de animação cultural se estenderia verticalmente por setores da saúde, da promoção e assistência social e da vida, da cultura, das organizações não governamentais, setores da iniciativa privada e comunitária, atuando entre trabalhadores, adolescentes e crianças em situação de risco, idosos, clubes sociais e de serviço. Na prática muito disso já acontece. Decerto o que falta é a tomada de consciência por parte de quem contrata e de quem atua como animador cultural no sentido de reconhecer tais práticas como próprias do animador cultural. Trata-se de educação não formal tomando corpo e atingindo, sensivelmente, o estrato social considerando outras vias de atuação.
Outro aspecto relevante reside na formação do profissional em animação cultural, ou melhor, na não-formação deste profissional, visto que não há no Brasil cursos técnicos ou de graduação na área, a exemplo do que já acontece em países europeus. Na década de 80, a iniciativa de Darcy Ribeiro ao integrar o animador cultural dos CIEPs, queria contar tão somente com os menestréis, cordelistas, sambistas, artistas práticos sem os "vícios" da sala de aula, sem a "contaminação" das pedagogias uniformizantes.
Mas, em pleno século XXI, quando o conhecimento, a formação e a informação passaram a fazer parte importante da integração social e cultural do homem contemporâneo torna-se necessário e urgente o preparo deste animador. Como forma de fortalecer ainda mais sua prática, o estudo continuado envolvendo os conceitos da sociologia, da antropologia, da história, dos estudos culturais e mesmo da pedagogia passam a figurar como ferramenta importante em sua formação profissional. É hora de olhar extra muros.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Os neurônios estão a solta no SESI Campos




Comédia infanto-juvenil de Claudia Valli, adaptada da coleção “As aventuras de um neurônio lembrador” de Roberto Lent

A peça propõe uma divertida viagem por dentro do cérebro de Pedro, um menino de nove anos, cujo tio é cientista. Pedro é um menino falante e cheio de perguntas, que sonha em ser cientista como o tio. A partir do momento em que "entramos" em sua cabecinha, passamos a conhecer os divertidos neurônios que a habitam e que são responsáveis por tudo que o menino pensa, sente e faz. Assim, acompanhamos Pedro jogando bola, fazendo o dever de casa, aprendendo a andar de bicicleta e até vivendo a emoção de seu primeiro amor, sempre pelo ponto de vista de seus neurônios. Um ponto de vista, sem dúvida, bastante peculiar.
A peça mostra, de maneira simples e bem humorada, como os neurônios funcionam e fazem a gente funcionar. Mas também aborda a ciência como uma divertida atividade e o cientista como um profissional como qualquer outro, apenas mais curioso e não um daqueles "loucos" que vemos nos filmes.



Dia: 04/09/2010 (Sábado)
Horário: 17 horas
Local: Teatro SESI Campos
Capacidade Limitada: 200 espectadores
Ingressos: R$ 10,00(inteira)
R$ 5,00 (Meia/ estudantes – idosos e sócios)

“Com todas as palavras...” em cartaz no Cine Teatro São João



Quem ainda não assistiu ainda poderá conferir o belo musical “Com todas as palavras...”, que estará em cartaz neste sábado (04/10) e domingo (05/10), no Cine Teatro São João, no município de São João da Barra, interior do Estado do Rio de Janeiro/Brasil. Montagem dos diretores teatrais Silvano Motta e Antônio Carlos Dias será apresentada até o dia 12 de setembro, sempre de quinta a domingo.
Em cena, as atrizes sanjoanenses Ana Carolina Berto e Raquel Cunha trazem à tona sentimentos e conflitos que envolvem a vida amorosa de qualquer um, e conseguem encantar o público com muita música e reflexão, convidando-o a uma viagem dentro de si próprio.
Os argumentos da narrativa se entrelaçam com músicas da MPB, criando um clima ameno para o cotidiano, as situações que nos levam a rir ou chorar, dependendo do ponto de vista. No violão e na flauta estão JG e Rafaela Carvalho, respectivamente. De quinta a sábado às 20:30 e, aos Domingos apresentação às 18 horas. Classificação 12 anos. Vale dar uma conferida!!!

Cidade de Aveiro recebe animadores culturais para o I Congresso de Animação Sociocultural

Aveiro, a Veneza portuguesa com certeza...


A cidade portuguesa de Aveiro receberá entre os dias 18 e 20 de novembro deste ano animadores culturais portugueses e de outros países para o seu I Congresso de Animação Sociocultural. Esta é mais uma iniciativa da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Animação Sociocultural - APDASC. O tema em debate será "Profissão e Profissionalização dos/as animadores/as". A base para as discussões é resultado dos Ciclos de Debates que aconteceram pelo território português onde foram discutidos o Estatuto e a carreira dos animadores, seu Código de Ética, a Deontologia da Animação Sociocultual e a Formação em Animação Sociocultural. Vale conferir!!!